terça-feira, 11 de novembro de 2008

Cia.Garatuja de Artes Cênicas apresenta:
I Festival de Dança do Aquiry – FEDAQUIRY
e V Mostra Garatuja de Dança

WANESSA SOUZA
________________________________
Este ano além da V Mostra Garatuja de Dança, a Cia. inova com o mais novo Festival de Dança do Estado do Acre, o FEDAQUIRY, que acontecerá nos dias 21,22 e 23 de novembro, no Teatro Plácido de Castro, e dia 20 Abertura Solene do Festival com a V Mostra Garatuja de Dança, na Concha Acústica, e contará com a participação de vários artistas do estado, além de João Carlos Ramos (Rio de Janeiro), Yara Costa(Amazonas) e Heber Stalin (Ceara). As oficinas de dança acontecerão de 14 à 19 de novembro, e trazem desde Contemporâneo à Dança de Salão e Dança Aérea/Vertical “Tecido Circense”. Além de workshop de Sapateado no dia 22 e Ciranda dia 23. As inscrições para as oficinas iniciaram dia 03 e vão até 14 de novembro, na Casa Garatuja localizada na Rua Cunha Matos 601- Calçadão da Gameleira, ao lado da Casa da Leitura.

No intuito de fomentar o movimento de Dança no estado, a Cia. criou a Mostra Garatuja de Dança, onde a mesma mostra os seus trabalhos coreográficos,



IV Mostra Garatuja de Dança (coreografia Macraucrenia).

dando oportunidade para a participação de diversos grupos e companhias de todo o estado e do país.

No decorrer dos anos a Mostra Garatuja tomou maiores proporções, tendo como extensão o projeto de realização do I FEDAQUIRI. O objetivo principal é expor suas produções e fortalecer o movimento dançante no estado, valorizando e incentivando a dança, ao estabelecer o intercâmbio cultural entre pessoas e grupos que atuam nesta área. Ao mesmo tempo, presentear ao público de Rio Branco, com a oportunidade de assistir espetáculos de dança com alta qualidade, diferentes coreografias e técnicas avançadas. “É uma mostra idealizada a princípio pela companhia, mas não é uma mostra só nossa, é de todos os grupos, companhias, academias e escolas que dela participam. Não temos tradição ainda, é tudo muito novo e recente, não pretendemos ser a grande mostra de dança da região norte, temos plena convicção que temos que comer muito feijão para chegar lá, temos que trabalhar muito a nossa formação, mas junto com os 13 grupos de Rio Branco e mais 02 de Cruzeiro do Sul, 01 de Boca do Acre-AM, 01 de Epitaciolandia e 01 de Manaus-AM,temos a certeza de que esse é um bom começo” diz Regina Claudia diretora da Cia.Garatuja de Artes Cênicas.

Em 2007 alcançou com a IV Mostra, 32 coreografias e 18 grupos e companhias de dança, 02 de Manaus- AM, 01 de Boca do Acre-AM, 01 de Cruzeiro do Sul- AC e 14 grupos de Rio Branco, com uma diversidade de modalidades que vão desde clássico ao tradicional e popular o intercâmbio e a reciclagem.
Dificuldades A dança é a modalidade que ainda busca com muita dificuldade um caminho para se organizar, os grupos estão quase sempre em academias, escolas, e em sua maioria no anonimato; não é um movimento que procura seus direitos, mas que de fato existe comprovadamente, com produções nas mais variadas modalidades, a grande maioria têm participado todos os anos da Mostra de Dança, que a Cia.Garatuja têm promovido em parceria com as Instituições e principalmente a Fundação Elias Mansour, SESC-AC, Banco da Amazônia, Fundação Garibalde Brasil e outros. Esse tipo de parceria tem proporcionado aos grupos o aprendizado, intercâmbio, aperfeiçoamento técnico e artístico dos participantes, abrindo espaço com infra-estrutura necessária para que todos tenham a oportunidade de se apresentar com qualidade, revelando talentos e promovendo uma grande troca de informações entre grupos, escolas, academias e companhias, permitindo assim uma reflexão mais abrangente no panorama da dança em Rio Branco e do país.

Dança Que impulso irresistível leva o homem a dançar? Por que, em lugar de economizar suas energias desperdiça-as em movimentos esgotantes? Sem dúvida, por uma necessidade interior, muito mais próxima do
campo espiritual que do físico. Enquanto seus movimentos vão se
ordenando em tempo e espaço, se constituem em formas de expressar sentimentos de desejos, alegrias, pesares, gratidão, respeito, temor, poder. A dança como expressão artística, culto aos deuses ou entretenimento, traz em suas origens a cultura e o desenvolvimento social de um povo. É baseada na imitação dos atos, desejos e temores humanos.
A dança no Acre tem sua história descrita na oralidade daqueles que viveram tempos haurios do movimento de dança da década de 80 e 90, época dos festivais no velho e necessário Cine Teatro Recreio. Era tempo de Raio Laiser, Flex Dance, Mairo Flex, Acredança e outros, na época a dança de rua estava no auge e havia uma febre chamada “Michael Jackson” que dançava muito, e tantos outros que o imitavam. Além desse momento, o acre também tinha as danças populares, o pastoril, a marujada em Cruzeiro do Sul, esses também sofreram baixas para voltarem recentemente. “Importante como elemento de formação social a dança necessita ser olhada com mais carinho pelos nossos gestores públicos, a dança não pode ser reduzida a uma simples atividade física, a dança é ARTE, é a área de conhecimento e o corpo o lugar de sua expressão” declara Regina Claudia diretora da Cia.

domingo, 24 de agosto de 2008

FEDAQUIRY "Adiamento"

Olá a todos! A Cia. Garatuja informa que o Festival foi adiado para 20,21 e 22 de novembro de 2008 as inscrições irá até o dia 30 de setembro/08.
A V Mostra Garatuja de Dança também irá acontecer sendo um dia antes do Festival desta vez não terá inscrições e sim grupos convidados, já para o festival o grupo que quiser participar terá que fazer sua inscrição que consta neste blog ou na casa garatuja.

terça-feira, 6 de maio de 2008

FICHA DE INSCRIÇÃO DO FESTIVAL

I FESTIVAL DE TEATRO DO AQUIRY - FEDAQUIRY
INSCRIÇÕES
01 DE ABRIL A 30 DE MAIO DE 2008

Nome do Grupo ou Escola:_________________________________________________________________
Diretor ou Responsável:___________________________________________________________________
Endereço:______________________________________________________________________________
Cidade: __________________________________ UF.: _____ e-mail:____________________________
Cep.: ___________________________ Fone: ( ) Fax: ( )
Data de chegada: ________/_________/_______
Utilizará Alojamento? ( ) Sim ( ) Não
Qual o meio de Transporte?_____________________
Data Saída: _______/______/_______
INFORMAÇÕES TÉCNICAS
MODALIDADE
( ) Ballet Clássico de Repertório ( ) Ballet Clássico Livre ( ) Dança Moderna / Contemporânea
( ) Jazz ( ) Dança de Rua ( ) Sapateado ( ) Danças Populares (......) Dança Folclórica (......) Dança de Salão
CATEGORIA
( ) Infanto-Juvenil (12 a 14 anos) ( ) Juvenil (15 e 16 anos)
( ) Juvenil-Avançado (17 e 18 anos) ( ) Adulto
( ) Solo ( ) Duo ( ) Trio ( ) Grupo
Nome da Coreografia: .................................................Nome do Coreógrafo:..................................................
Música: .............................................................................................Tempo de duração: ...............................
Release: (Explicar do que se trata a coreografia)...................................................................................
.......................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................
PARTICIPANTES DA COREOGRAFIA em uma lista a parti com nome completo e telefone.
OBRIGATÓRIA PARA CADA COREOGRAFIA
Eu, .............................................................................................................................., portador(a) da Carteira de Identidade nº...........................................................................................................CPF nº......................................................................... residente na cidade de ...................................................................................................................UF......................................, libero a apresentação da coreografia ........................................................................................................................................ de minha autoria para apresentação no I Festival de Dança do Aquiry.
Assinatura Coreógrafo: ...................................................................................
Assinatura Diretor: ..........................................................................................

segunda-feira, 5 de maio de 2008

FORUM PERMANENTE DE DANÇA

ACONTECE HOJE NA CASA GARATUJA O FORUM PERMANENTE DE DANÇA.
PAUTA: I FESTIVAL DE DANÇADO AQUIRY
CÂMARA SETORIAL DE ARTES CENICA
PROJETOS PARA O MOVIMENTO DE DANÇA, EDITAIS ETC...

NÃO FALTE!
17H NA CASA GARATUJA.
TODOS OS GRUPOS, COMPANHIAS E BAILARINOS ESTÃO CONVIDADOS.

A DIREÇÃO.

CONCLUSÃO DE OFICINA DE TEATRO 2007/2008.


PARA CONCLUIRMOS AS OFICINAS DE TEATRO DA CASA GARATUJA ESTAMOS MONTANDO A PEÇA INFANTIL "A INCRIVEL VIAGEM", TEXTO DE DOC COMPARATO.



A Incrível Viagem


Cia. Garatuja de Artes Cênicas
Direção: Regina Cláudia


“A Incrível Viagem” é a história da Brisa que quer ter uma cor. Se todo mundo a tem por que ela não? O céu é azul, a nuvem é branca... A Brisa, então, pede à Dona Nuvem que lhe dê uma cor. Dona Nuvem acaba fazendo chover e a Brisa vira gota de chuva e cai na Dona Alface, tornando-se verde. A Brisa descobre que o verde é uma cor bonita, mas muito monótona e parada. Elas são comidas pelo dono da horta, o Joãozinho, e vão parar no estômago dele, onde tudo é preto. Lá conhecem o Kid e a Kida Soluço, que são ótimos em matemática. A Brisa tropeça, cai num buraco e vai parar na corrente sanguínea, tornando-se vermelha, onde tudo é muito agitado. Muito cansada, a Brisa pede ao coração para deixar de ser vermelha e ele a manda para a pele. A Brisa descobre-se amarela, mas não enxerga nada, apenas sente. E conversando com a Dona Pele aprende que ela — a BRISA —tem um modo especial de ser e descobre que o importante é ser e não ter. O texto “A Incrível Viagem” é uma peça educativa. Foi escrita em 1983, montada pouquíssimas vezes e, contemporaneamente, seu tema comunica e faz refletir sobre o quanto é difícil representarmos aquilo que realmente somos, em conflito com aquilo que o mundo gostaria que fôssemos.A peça trata do corpo humano de uma forma lúdica e sensivelmente rica. Leva-o ao encontro da criança e vice-versa. Por meio das cores alimenta o espírito e a imaginação. Por meio do som desperta sonhos e sensações. O enredo costura o aprendizado e traduz a experiência para o universo infantil, no espaço visual ilimitado constituído pelo cenário e pelos figurinos.


ESTRÉIA DIA 18 DE MAIO

TEATRO DE ARENA DO SESC

18H
TextoDoc Comparato
Dramaturgia Complementar: Regina Cláudia
Atores: Mariana Paiva,Yara Ribeiro, Luiza Ribeiro, João Pedro Rego, Arthur Soares, Caio Mota e Ralissa Ganum
Cenografia: Cia. Garatuja
Figurino: Regina Cláudia
Maquiagem: Núbia Alves e Wanessa Priscilla
Iluminação: Maik
Direção Geral: Regina Cláudia
Assistente de Direção: Hurias Carléo e Nelciane Cardoso
Direção Musical: Narciso Augusto
Produção: Núbia Alves e Cássia Lima

quinta-feira, 3 de abril de 2008

I FESTIVAL DE DANÇA DO AQUIRY - FEDAQUIRY


Regulamento
I Festival de Dança do Aquiry - FEDAQUIRY 2008
De 23 a 31 de Agosto de 2008.
Oficinas de 23 a 26 na Casa Garatuja
Festival de 28 de Agosto no Mercado Velho com Palco Livre e 29 a 31 de Agosto de 2008.
Local: Teatro Plácido de Castro
Horário: 19h
Inscrições de 01 de Abril a 30 de Maio de 2008.
O Festival de Dança do Aquiry proporciona aos grupos e companhias à oportunidade de apresentarem seus trabalhos à comunidade acreana.
Tem como objetivo divulgar novos trabalhos onde se busca maturidade de concepção, coerência da proposta e resolução coreográfica, contendo pesquisa das linguagens utilizadas.
Para elevar a qualidade do Festival esse ano, teremos uma “Avaliação”, a seleção será específica e direcionada para Festival, levando-se em consideração o caráter não competitivo da mesma.
Os grupos interessados a participar do Festival de Dança (não competitivo) deverão entrar em contato com Cia. Garatuja de Artes Cênicas na Casa Garatuja 068-3224-6546 ou 9226-0317/9997-6322. ou http://ciagaratujadeartescenicas.blogspot.com/ ciagaratuja@yahoo.com.br
Capítulo I – Da Inscrição
Para participar do FEDAQUIRY os grupos deverão preencher a ficha de inscrição no espaço da Casa Garatuja.
Após o preenchimento de todos os dados solicitados, a ficha deverá ser enviada para “I Festival de Dança do Acre 2008 – Rua Cunha Matos nº. 621 Bairros 06 de Agosto – CEP 69909-710 – Rio Branco – AC ”via SEDEX, até 30 de maio de 2008 (respeitando a data de postagem do correio), juntamente com o seguinte material:
a) Ficha de inscrição digitada ou letra de forma, completamente preenchida; por coreografia, com a relação do elenco em ordem alfabética, nome completo dos bailarinos e uma foto 3x4 de cada participante. (Não poderá ocorrer troca de bailarino (a) nos solos, duos, trios, Pas-de-Deux e Grand-Pas-de-Deux).
b) Fotos de alguns trabalhos para divulgação de preferência da coreografia inscrita.
* O mesmo bailarino poderá participar de outras modalidades desde que isso esteja bem claro na ficha de inscrição para que não haja atropelos, desde que seja do mesmo grupo.
* A coreografia inscrita não poderá ser alterada para apresentação no evento. Também não serão aceitas alterações no nome da coreografia, tempo e música.
c) Poderão ser inscritas até 03 coreografias por grupo.
d) Para cada coreografia o grupo deverá preencher uma ficha com todos os dados e entregar dentro do prazo estipulado.
e) Junto com a ficha de inscrição deverá vir 01 CD para cada música (coreografia) executada contendo somente uma música por CD. Os CDS deverão ser etiquetados (inclusive a caixa) com o nome do grupo e coreografia. Quem não cumprir será desclassificado. Essas musicas serão gravada em programa mídia play em ordem de entrada de cena de acordo com a programação da mostra. Quem puder passar da Casa garatuja para pegar os cds após o festival serão todos devolvidos.
f) O tempo limite das obras a serem apresentadas é de 10 minutos por grupo, academia ou escola.
A Seleção das inscrições será realizada por um representante da Cia. Garatuja “profº de Dança”, um representante da fundação de Cultura do Estado “Elias Mansuor” e um representante da Caixa Econômica no Acre. Essa seleção é para observar se algum grupo ou companhia está ou não apto a participar ou se necessita de acompanhamento no sentido de melhorar o trabalho cênico. Não tem caráter reprovatório e sim de observar a qualidade dos trabalhos.
ATENÇÃO
- Ficha de inscrição com os dados incompletos corre o risco do grupo não participar- Postagem fora do prazo estipulado
Capítulo II – Participação
a) Para os participantes menores de 15 (Quinze anos) será exigida autorização por escrito dos pais ou responsável. De responsabilidade do grupo.
b) O limite de faixa etária para a participação é de 10 anos, menos que isso não poderão participar.
Capítulo III – Inscrições
a) Não será cobrada a inscrição do grupo de dança, mas todos os participantes do grupo, inclusive diretor (a), coreógrafo (a), coordenador (a) de camarim, técnico (a) de som e bailarino (a) terão que está com seus devidos crachás com foto 3x4.
Oficinas: oficinas “dança contemporânea “Avançado”; dança de salão ‘Avançado” e Jazz iniciante: de 23 a 26 de agosto/08. Local: Casa Garatuja.
Professora Dança Contemporânea: Yara Costa que também irá participar da abertura com dança aérea com a companhia Índios. Com virá ela é mais 3 pessoas 2 técnicos e a bailarina Francis Baiardi.
Professor de Dança de Salão: João Carlos Ramos do Rio de Janeiro “Virá com o patrocínio da lei Estadual de Incentivo a Cultura”
Professor de Jazz: Ajozadaque Silva de Rio Branco-Ac.
3 horas aula o dia, das 08h às 11h, das 14h às 17h e das 18h às 21h.
As INSCRIÇÕES DAS OFICINAS SERÃO GRATUITAS.
* O mesmo bailarino poderá participar de outras modalidades desde que isso esteja bem claro na ficha de inscrição para que não haja atropelos, desde que seja do mesmo grupo.
a) Poderão ser inscritas até 03 coreografias por grupo.
b) Para cada coreografia o grupo deverá preencher uma ficha com todos os dados e entregar dentro do prazo estipulado.
c) Junto com a ficha de seleção deverá enviar um cd com a música.
d) O tempo limite das obras a serem apresentadas é de 10 minutos por grupo, academia ou escola.
* A inscrição dará direito:
1) 01 (um) crachá de identificação com foto 3x4 por participante independente de acumular mais de uma função. A opção pela função deverá ser feita na ficha de inscrição. A função será diferenciada pela cor do crachá e terá livre acesso nas noites de Mostra.
2) 01 (um) certificado de participação.
4) 02 Flay equivalente a DUAS meia entradas para cada participante.
Observação:
- O uso de crachá durante o evento será de caráter obrigatório.
- Não serão emitidas segundas vias de crachá. O participante que não portar seu crachá (seja por perda, roubo ou outros) independente da função, poderá participar do evento mediante a apresentação de RG, porém, para ingressar na platéia do teatro deverá adquirir ingresso na bilheteria do Theatro.
a) Não haverá taxa de inscrição.
- A alteração do elenco só será possível para coreografias em conjunto, respeitando a categoria, e poderão ocorrer somente com apresentação de justificativa por escrito, assinada e atestado médico.
b) As fichas de inscrição deverão ser enviadas até 01 de maio de outubro.
Somente serão aceitas inscrições com a data de postagem nos prazos acima estipulados.
E-mail: ciagaratuja@yahoo.com.br
Blog: http://ciagaratujadeartescenicas.blogspot.com/
Capítulo IV – Dos Ingressos / Apresentações / Ensaios / Camarins
Ingressos
* Para o público pagante: ingressos ao valor único de R$ 10,00 (dez reais) respeitando a lei da meia entrada para estudantes munidos de carteira com data de validade observada pelo bilheteiro.
* Para participante inscrito: acesso gratuito às apresentações das noites desde que este esteja com seu crachá.
* Os não participantes do Festival que desejarem adquirir ingressos para todos os dias, deverão pagar uma taxa de R$ 20,00 (vinte reais), referente ao “passaporte” que dará direito a assistir todas as noites.
Apresentações
a) Uma Comissão Disciplinar (Formada por um membro de cada grupo) será responsável pela verificação das infrações e aplicação das medidas necessárias inclusive em relação a possíveis desclassificações descritas abaixo:
* Não serão permitidos o uso de animais vivos, água, fogo, fumaça, pólvora, ou quaisquer outras substâncias e objetos que possam sujar danificar, ou molhar o linóleo, o palco, atinjam a platéia ou mesmo comprometa a apresentação do grupo seguinte, bem como crianças menores de 10 anos, sob pena de desclassificação.
* No dia de sua apresentação, os participantes deverão chegar ao teatro e apresentarem-se aos responsáveis pela organização do evento, impreterivelmente, uma hora de antecedência do início.
* A Mostra inicia impreterivelmente às 19h por tanto o tempo de tolerância para a chegada dos grupos será de 15 minutos se às 19h15min o grupo que irá se apresentar naquela noite não tiver chegado não será mais permitido a sua participação na noite. Se houver outra coreografia do mesmo grupo na noite seguinte só será permitida a apresentação apenas da coreografia que está na programação.
* Entrada para se apresentar é sempre pela porta de trás, não será permitida a entrada de bailarinos pela porta da frente do teatro há não ser após a sua apresentação, antes da apresentação não será possível.
* Após a apresentação cada bailarino deverá carimba o crachá para ter acesso à platéia e todas as apresentações da noite.
* Não será permitido em hipótese alguma o transito de bailarinos entre a platéia e os camarins ou coxia e camarins principalmente após a sua apresentação.
* Não será permitida a entrada e saída pela platéia durante as apresentações, sob pena de desclassificação.
* Serão permitidos o uso de elementos cênicos simples e de fácil colocação, que sejam imprescindíveis para a realização da coreografia. Tais elementos deverão ser colocados e retirados do palco pelo próprio grupo, tendo para esta colocação e retirada o tempo máximo de 01 (um) minuto.
* O Diretor ou o Técnico de Some video (somente um terá acesso a Técnica) deverá apresentar-se à cabine se houver alguma observação a ser realizada durante a coreografia como a projeção de imagens e etc... Apresentação na cabine com três coreografias antes da apresentação da coreografia pela qual é responsável e sair logo após (mesmo possuindo outras coreografias). O não cumprimento deste item implicará na desclassificação do trabalho.
c) A iluminação de palco será a mesma para todos os grupos: geral branca, geral azul, geral âmbar, foco central, 02 (dois) focos na frente, 02 (dois) focos atrás, diagonal direita e esquerda saindo da frente e torres laterais, 04 corredores brancos, contra vermelho e laranja.
Ensaios
a) Os dias de ensaios: 27 e 28 de agosto durante a tarde, horários serão estabelecidos posteriormente pela Comissão Organizadora do "I Festival de Dança do Aquiry 2008”.
b) Cada grupo deverá chegar ao local de ensaio com 30 minutos de antecedência. O grupo que não se apresentar no horário estipulado perderá a oportunidade de ensaiar e dependendo do caso esperará para ensaiar por último.
c) Cada grupo terá para ensaiar o tempo da sua coreografia dobrado mais um minuto. Caso a noite de apresentação tenha muitas coreografias e o tempo total delas não comporte os ensaios durante o dia, o tempo de ensaio para cada grupo será definido pela Comissão Organizadora.
d) Durante o ensaio de sua coreografia, o grupo deverá comunicar ao responsável pelos ensaios, todo o material cênico que será utilizado na noite da apresentação.
e) Não será permitido ensaia no palco do teatro uma três horas antes d inicio do festival, estando o mesmo livre para os últimos detalhes técnicos.
Camarins
a) Os camarins serão coletivos e obedecerão a uma planilha de uso, que respeitará a ordem das apresentações no palco, devendo a mesma, ser rigorosamente respeitada, sob pena de desclassificação do grupo responsável pelo uso do camarim e pelo trânsito nas áreas comuns do teatro.
b) O grupo deverá se apresentar para a entrada de camarim trinta minutos antes da sua apresentação com os seus devidos crachás.
c) Não serão autorizadas as entradas e saídas dos pais nos camarins muito menos usar crachá para ter acesso à platéia.
c) Os camarins deverão ser desocupados após as apresentações, dando lugar ao grupo seguinte mesmo que tenha outras coreografias intercaladas na mesma noite.
d) A organização não se responsabilizará por objetos deixados nos camarins ou nas dependências do Teatro.
e) Os atos de indisciplina dos integrantes do grupo serão registrados pela Organização do Evento e analisados para determinação da penalidade cabível aos mesmos.
f) Ao diretor caberá zelar pelo comportamento dos bailarinos de seu grupo ou de sua escola, cuidando para que haja um bom relacionamento com outros grupos
Capítulo V – Mesa Temática
Acontece no Teatro Helio Melo das 8h as 11h do dia 30 de agosto
É conversas elaboradas sobre diversos temas pertinentes a área da dança, buscando troca de vivências, maturidade e conhecimento.
São oferecidas gratuitamente, e contam com a participação de convidados especializados nos temas propostos esse especialista será enviado pela Coordenação de Dança da Funarte.
Capítulo IX – Da estadia
a) “Somente para grupos de outros estados e municípios do estado do Acre desde que estejam participando do FEDAQUIRY 2008”.
b) O I FEDAQUIRY conta com alojamentos limitado, por este motivo, só serão aceitas as reservas (ficha de alojamento totalmente preenchida) recebidas juntamente com toda a documentação do Festival, enviadas para Casa Garatuja, até 01 de maio de 2008.
c) As vagas serão preenchidas por ordem de chegada da documentação.
d) Os grupos deverão observar o período inicial e final de ocupação:
Os grupos deverão respeitar o seguinte horário de chegada ou saída dos alojamentos: Das 8h às 24h. Após este horário o grupo deverá aguardar a abertura da recepção / setor alojamento.
e) Os grupos deverão trazer roupa de cama, de banho e material de higiene pessoal.
f) Os alojamentos são coletivos para atender ao festival e são exclusivos para bailarinos, diretor, coreógrafo, coordenador, técnicos de som, não se estendem a familiares ou acompanhantes.
g) Os transportes até o teatro e alimentação do grupo são de responsabilidade do festival.
h) A organização do "I FEDAQUIRY 2008" não se responsabilizará por objetos pessoais ou de valor, extraviados nos alojamentos, locais de ensaios, cursos e outros.
i) As desistências de reserva para alojamentos deverão ser comunicadas via e-mail ou telefone até o dia 30 de julho de 2008.
Considerações Finais
a) É expressamente proibido filmar e fotografar as apresentações. O evento será filmado e fotografado com exclusividade por profissionais contratados pela Organização e a impressa falada e escrita. Os interessados deverão entrar em contato com os profissionais (foto e vídeo), que estarão presentes durante as apresentações. (Estúdio Edison Caetano fone 3223-3091-9985-1224-ediconcaetano@brturbo.com.br)
b) As imagens dos grupos participantes poderão ser utilizadas a critério da Organização para a divulgação do evento quando necessário.
c) Ao assinar a ficha de inscrição o participante concorda com todos os itens do regulamento.
d) Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora da "I FEDAQUIRY 2008" cuja decisão é soberana e irrecorrível.

# Convidados das mesas temática a serem definidos.
Promoção:
Cia. Garatuja de Artes Cênicas
Rua Cunha Matos, 621
Rio Branco-Ac
CEP 69909-170
E-mail: ciagaratuja@yahoo.com.br
Blog: http://ciagaratujadeartescenicas.blogspot.com/
Telephone: 68 3224-6546
Coordenação Geral: Regina Cláudia
Produção: Núbia Alves

sexta-feira, 28 de março de 2008

18 ANOS EM CENA


Cia. Garatuja de Artes Cênicas 18 Anos Em Cena.


A Cia. Garatuja é uma entidade cultural sem fins lucrativos, com sede em Rio Branco, Acre, Brasil. Fundada em 1990, a Cia. logo se tornou um dos grupos mais importantes do movimento teatral da década de 90 encenando espetáculo em varias vertentes de pesquisa de linguagem cênica.
A primeira vertente volta-se para o universo infantil com a montagem de Saltimbancos de Chico Buarque e História de Lenços e Ventos de Ilo Krugli trabalhando o universo lúdico da criança.
Sem fugir da primeira vertente, mas de forma mais ousada fomos para universo infanto Juvenil com a montagem de Escovinha Mágica de Regina Cláudia um texto totalmente didático e educativo e o Auto dos 99% de Oduvaldo Viana Filho esse volta-se para uma visão crítica do processo político que passava a educação. Ainda seguindo esta vertente vem 500 Anos de Enganos de Regina Cláudia na mesma linha didática com visão critica do processo histórico que passava o Brasil ao completar 500 anos também na mesma linha encenamos de Algusto Boal “Não existe Imperialismo no Brasil” ainda na mesma vertente só que trazendo para a comicidade montamos “Ervilina e o Princês” uma comédia divertidíssima, mas que tinha lá suas criticas e encerramos ai esta vertente mais politizada.
A segunda vertente trata-se de uma linguagem cênica pouco usada pela maioria dos grupos que é a dança contemporânea encenamos “RASTROS” e a formação de um novo elenco, o Garatuja também se transformou a partir daí num grupo de pesquisa sobre paleontologia e antropologia teatral, em seguida montamos também de nossa autoria “Nawaki” tramitando nos caminhos da música regional com uma pitada de humor.
A terceira vertente trás ao palco o universo do teatro com o drama “Por trás das Luzes” de Elmar Castelo Branco e a peça “A espera de Nana” de Florentina Esteves.
De volta a primeira vertente vendo a necessidade de montagens infantis montamos “Maroquinha Fru-Fru” Maria Clara Machado, Eu Chovo, Tu Choves, Ele Chove de Silvia Orthof e por ultimo Pó de Nuvem no Sapato de Vera Frois.
A quarta Vertente com “Chapurys” teatro épico na floresta com uma linguagem totalmente voltada para o novo conceito de florestania que já trabalhamos desde 2001 com Rastros sendo que até então nos não havíamos denominado essa nova identidade dos povos da floresta e seu modo de vida esse trabalho resultou em dois prêmios “Chico Mendes de Florestania” o maio prêmio que uma companhia de teatro e dança já recebeu no Estado do Acre e Prêmio Funarte/Petrobras 2005.
Buscando sempre uma dramaturgia própria com pesquisas históricas voltadas para a nossa cultura a Cia. Garatuja monta “Rosa Vermelha” baseada na tragédia da família Silveira, acontecida na década de 40 na cidade de Rio Branco. Estreamos no Teatro Raimundo Gomes em outubro de 2006, esse espetáculo ganhou o prêmio “Miriam Muniz de Fomento ao Teatro” 2006. Esse era o nosso terceiro prêmio, mas todo esse trabalho só foi possível graças a um projeto ousado em 2004 iniciamos uma batalha em busca de uma sede, um local que pudessimos trabalhar sem depender de órgão governamentais no sentido de espaço cênico, onde podíamos e criar, pensar, falar, exercitar e realizar algo com muito mais qualidade estética que é o principal objetivo de um verdadeiro artista.
Criamos a CASA GARATUJA 01 de junho de 2005 a partir daí mais nada segurou o Garatuja as dificuldades persistiram mais as realizações foram maiores superando sempre todos os obstáculos.
A partir de 2006 resolvemos investir a fundo no conceito de florestania dando continuidade as pesquisas tanto no teatro quanto na Dança resultado de vários trabalhos como “Histórias de Nossa Terra” e “Águas”, todos tratando do meio ambiente, uma experiência usando as técnicas de manipulação de bonecos de esponja pequenos e grande e atores em cena, o primeiro apresentamos 65 vezes em dois meses fomos a Cruzeiro do Sul e Brasília participando do Programa Zezinho da SEMA.
Além desses trabalhos ganhamos mais um prêmio graças as Mostra Garatuja de Dança que realizamos junto a comunidade dançante grupos e companhias de dança desde 2004. Prêmio “Klauss Vianna de Fomento a Dança 2007” financiado pela Petrobras e promovido pelo Ministério da Cultura e Funarte, estamos na terceira fase do projeto que é a pesquisa de campo de nossa próxima produção dramatúrgica da qual resultará em um espetáculo de teatro e dança sobre a cultura da Yawaska com o surgimento da mesma na cultura indígena até primeira miração do Mestre Irineu Serra, produção para 2009.
Estamos propondo para esse ano temporada de Chapurys e Rosa Vermelha, além do novo espetáculo infantil “A Incrível Viajem” de Doc Comparato para maio no Arena do SESC. Também a realização do I Festival de Dança do Aquiry e a V Mostra Garatuja de Dança, além dos espetáculos menores, viagens, oficinas, cursos, laboratórios e seminários que são realizados dentro da casa.
É a maior idade batendo na porta, mas o garatuja é que nem menino de rua desde cedo teve que lutar sozinho pela arte que queria fazer, não foi fácil sobreviver a toda a década de 90 com toda sua falta de políticas públicas para as artes cênicas principalmente para grupos do estremo oeste do Brasil. Por tanto... desistir jamais!!!

Regina Cláudia.
Diretora Geral
Cia. Garatuja de Artes Cênicas.

quarta-feira, 19 de março de 2008

ÁGUAS


“ÁGUAS”

Peça que desenvolve o tema das águas, e toda a situação em que esse liquida precioso se encontra, as chuvas, as cheias dos rios, piracema, poluição e a seca dos rios todos esses aspectos são tratados durante a apresentação.

Água, palavra belaQue soa de toda boca

Boca negra, parda, amarela. Todos não vivem sem ela.
Água líquido sagrado, Que brota dos mananciais

Desce serras com cuidado

Como véus a balançar.
Água serpente de prata

Que se arrasta pelo chão

És tão pura, corre as matas,Rios, cascatas e sertão.

Apresentação dia 29 de Março de 2008
Teatro de Arena do SESC
As 17h
Ingressos: R$ 8,00 reais

Ficha Técnica.
Atores: Nelciane Cardoso, Lucia Silva, Núbia Alves, Dino Camilo “Lambada” e Wanessa Priscilla
Direção e Sonoplastia...............Regina Cláudia

segunda-feira, 17 de março de 2008

Baile de Aleluia

Não Perca o Baile de Aleluia que a companhia Garatuja irá promover deste dia 22 de março na Casa Garatuja.
Iniciaremos as 17h com baile infantil e as 21 e 30h o baile adulto.
Trata-se de uma festa beneficente para o espaço "Casa Garatuja" sabe como é manutenção de espaços culturais não é nada facil.
Ingressos: R$ 10,00 e 5,00 reais.
Comidas e bebidas vendidas na casa.
Teremos varias atrações!!!

sábado, 15 de março de 2008

Programação das Oficinas da Casa Garatuja.



- Violão com professor Narciso Augusto as terças e quintas das 15h às 16h das 16h às 17h e das 17h às 18h. Mensalidade R$ 60,00 reais.
Oficina de música Experimental 01 “Iniciação Musical”.
Prática Instrumental 01 “Grupo de violão 01”.
Prática Instrumental 02 “Grupo de Violão 02”.

- Balé clássico com prof.ª Bruna ou Professor: AJ Todas as Segundas, quartas das 16h às 17 e 30 horas. Faixa etária de 04 a 10 anos. Mensalidade R$ 50,00 reais.

- “Turma Alternativa de Balé” com prof.ª ......Todas as Segundas, quartas ou sextas das 17h e 30m às 19 horas. Serão dois dias na semana. Faixa etária de 04 a 10 anos. Mensalidade R$ 50,00 reais.

- Jazz com professor: AJ as segundas, quartas e sextas das 14 e 30h as 16horas. Faixa etária de 10 a 20 anos. Mensalidade R$ 50,00 reais.

- Jazz com prof. AJ as Terças e quintas das 18h às 19h e 30horas. Faixa etária de 10 a 20 anos. Mensalidade R$ 50,00 reais.

- Teatro p/ Infância e Juventude com a Professora Regina Cláudia e os monitores Hurias Carléo e Nelciane Cardoso todos os Sábados das 9h às 12 horas. Mensalidade R$ 50,00 reais.

- Relaxamento e massagem com as professoras: Núbia e Wanderlena todas as terças e quintas das 19h e 30m às 21h.

- Dança do Ventre “Sem profª. Por enquanto” Todos os sábados das 17h as 18h e 30m. Mensalidade R$ 50,00 reais.

- Kong Fu Wushu e defesa pessoal, faixa etária de 07 até aos 80 anos das 15 às 16h e 30h as segundas e quartas. Mensalidade R$ 50,00 reais.


OBS: Os Cursos que ainda iniciaram o aluno interessados deveram entrar em contato no telefone 68-3224-6546 e deixar o seu contato.


Ainda temos serviços como:
- Auxilio a pesquisa teatral em dramaturgia para grupos de teatro, quadrilhas juninas e escolas.
- Laboratório de dança contemporânea “Corpo sem limite” técnica Klauss Vianna.
- Oficinas direcionadas e temáticas de acordo com a proposta do proponente.
- Apresentações de teatro e dança de acordo com o nosso repertório.
- Sedemos o espaço para ensaios de grupos de teatro, de acordo com as normas da casa.

Aguardamos VOCÊ na Rua Cunha Matos nº 621 Bairro 06 de Agosto 2ª Distrito “Calçadão da Gameleira”.
Telefone. 3224-6546 ou 9989-8177 / 9226-0317 falar com Regina ou Núbia.

sexta-feira, 14 de março de 2008

Casa Garatuja

A Cia. Garatuja este ano completa 18 anos de encenações no estado do Acre, com 22 montagens cênicas entre teatro infantil, adulto e dança contemporânea conseguimos acumular nestes anos uma quantidade muito grande de adereços, cenários, instrumentos musicais, CDs, figurinos épicos e contemporâneos, mascaras gigantes de animais, mascaras clássicas, fotografias, cartazes, folderes de trabalhos do grupo e de outros grupos do Acre e do Brasil, revistas de teatro e dança, teses de teatro e dança, livros e textos de teatro, todo esse material está na Casa garatuja que é sede desta companhia desde 2005.
CASA GARATUJA” é uma proposta de espaço alternativo para a preservação da memória do teatro e também para realizações de oficinas de teatro , dança, música, pesquisa e seminários para que elas mantenham e sustente o espaço, pretendemos continuar desenvolvendo leituras dramáticas, exposição do material do grupo como fotos, mascaras, banners, cenários e figurinos.
Para nós Cia. Garatuja é mais importante está trabalhando direto com a comunidade do 2ª Distrito a onde a Cia Garatuja nasceu em 1990 e trabalha ate hoje, mas para o nosso trabalho de pesquisa de teatro regional, popular, teatro de autores, adulto, infantil e dança esse espaço só tem contribuido para crescer os nossos conhecimentos e qualificar os nossos espetáculos.
Sempre que possivel democratizamos o espaço com outros grupos que queiram ensaiar, estudar etc.. E para a população de todos os lugares do mundo que freqüenta o corredor cultural de Rio Branco o espaço estará constantemente aberto para visitações na sala da frente onde será instalado uma exposição dos trabalhos dos grupos e outros que queiram expor, na frente será exposto um mural com cartazes e folder de teatro e dança divulgando os acontecimentos da semana.